A chegada de 8.000 imigrantes a nado a Ceuta, que criou uma crise diplomática entre Espanha e Marrocos

26 fotos

Milhares de pessoas do Marrocos chegam à fronteira litorânea da Espanha nesta terça, entre eles, muitas crianças e adolescentes. Chegada em massa de imigrantes gera crise diplomática entre Espanha e Marrocos e exército espanhol é acionado

  • Um soldado do Exército ajuda um imigrante que conseguiu atravessar um dos quebra-mares de Ceuta, nesta terça-feira. A chegada de pessoas nadando e a pé foi constante durante toda a segunda-feira e continua na manhã desta terça-feira.1Um soldado do Exército ajuda um imigrante que conseguiu atravessar um dos quebra-mares de Ceuta, nesta terça-feira. A chegada de pessoas nadando e a pé foi constante durante toda a segunda-feira e continua na manhã desta terça-feira. JON NAZCA REUTERS
  • Militares controlam um grupo de imigrantes que chegaram a nado nos quebra-mares da fronteira de Ceuta, nesta terça-feira. Nas últimas 24 horas, milhares de jovens, mas também famílias inteiras, se lançaram ao mar ante a passividade das autoridades marroquinas. Entre os recém-chegados calcula-se que há cerca de 1.500 menores de idade. Um homem morreu na tentativa.2Militares controlam um grupo de imigrantes que chegaram a nado nos quebra-mares da fronteira de Ceuta, nesta terça-feira. Nas últimas 24 horas, milhares de jovens, mas também famílias inteiras, se lançaram ao mar ante a passividade das autoridades marroquinas. Entre os recém-chegados calcula-se que há cerca de 1.500 menores de idade. Um homem morreu na tentativa. JOAQUÍN SÁNCHEZ
  • Um grupo de pessoas assumem uma embarcação das autoridades marroquinas na praia da localidade de Fnideq (Castillejos) para cruzar os quebra-mares de Ceuta, nesta terça-feira. O Exército se dirigiu dirigiu aos navios do Tarajal, onde se concentrava a boa parte dos imigrantes, principalmente os menores de idade. Também levaram veículos blindados à praia do Tarajal.3Um grupo de pessoas assumem uma embarcação das autoridades marroquinas na praia da localidade de Fnideq (Castillejos) para cruzar os quebra-mares de Ceuta, nesta terça-feira. O Exército se dirigiu dirigiu aos navios do Tarajal, onde se concentrava a boa parte dos imigrantes, principalmente os menores de idade. Também levaram veículos blindados à praia do Tarajal. MOHAMED SIALI EFE
  • Um membro do Exército ajuda um imigrante na fronteira de Ceuta, nesta terça-feira.4Um membro do Exército ajuda um imigrante na fronteira de Ceuta, nesta terça-feira. REDUAN EFE
  • Um grupo de pessoas tentam chegar nadando desde a praia da localidade de Fnideq (Castillejos, Marrocos) para um dos quebra-mares de Ceuta, nesta terça-feira.5Um grupo de pessoas tentam chegar nadando desde a praia da localidade de Fnideq (Castillejos, Marrocos) para um dos quebra-mares de Ceuta, nesta terça-feira. MOHAMED SIALI EFE
  • Dezenas de imigrantes tentaram chegar nadando na fronteira do Marrocos com Espanha em Ceuta, nesta terça-feira.6Dezenas de imigrantes tentaram chegar nadando na fronteira do Marrocos com Espanha em Ceuta, nesta terça-feira. JOAQUÍN SÁNCHEZ
  • Um grupo de imigrantes é devolvido ao Marrocos pelas autoridades espanholas na fronteira entre Ceuta e Fnideq (Castillejos), nesta terça-feira. A intenção do Ministério do Interior é negociar com Marrocos a devolução dos imigrantes. Até agora cerca de 2.700 pessoas retornaram.7Um grupo de imigrantes é devolvido ao Marrocos pelas autoridades espanholas na fronteira entre Ceuta e Fnideq (Castillejos), nesta terça-feira. A intenção do Ministério do Interior é negociar com Marrocos a devolução dos imigrantes. Até agora cerca de 2.700 pessoas retornaram. MOHAMED SIIAL EFE
  • Um homem permanece deitado na praia enquanto o Exército isola a zona, nesta terça-feira.8Um homem permanece deitado na praia enquanto o Exército isola a zona, nesta terça-feira. JAVIER FERGO AP
  • Um agente da Policial Nacional lança bombas de fumaça no perímetro da cidade de Ceuta, nesta terça-feira.9Um agente da Policial Nacional lança bombas de fumaça no perímetro da cidade de Ceuta, nesta terça-feira. JOAQUÍN SÁNCHEZ
  • Na praia do Tarajal, há grupos de jovens de pé, na água, em frente aos militares, que formaram um cordão na orla.10Na praia do Tarajal, há grupos de jovens de pé, na água, em frente aos militares, que formaram um cordão na orla. REDUAN EFE
  • Agentes do Policial Nacional e militares vigiam centenas de imigrantes depois de sua chegada nesta terça-feira a Ceuta, nesta terça-feira.11Agentes do Policial Nacional e militares vigiam centenas de imigrantes depois de sua chegada nesta terça-feira a Ceuta, nesta terça-feira. JOAQUÍN SÁNCHEZ
  • Um grupo de imigrantes descansa após chegar nadando a Ceuta, na Espanha, nesta terça-feira.12Um grupo de imigrantes descansa após chegar nadando a Ceuta, na Espanha, nesta terça-feira. ANTONIO SEMPERE AFP
  • Agentes de segurança marroquinos monitoram grupo de imigrantes que caminham pela costa na cidade de Fnideq, em uma tentativa de cruzar a fronteira de Marrocos para Ceuta, na Espanha.13Agentes de segurança marroquinos monitoram grupo de imigrantes que caminham pela costa na cidade de Fnideq, em uma tentativa de cruzar a fronteira de Marrocos para Ceuta, na Espanha. FADEL SENNA AFP
  • Membros do Exército ajudam um imigrante que conseguiram cruzar a fronteira para Ceuta, nesta terça-feira.14Membros do Exército ajudam um imigrante que conseguiram cruzar a fronteira para Ceuta, nesta terça-feira. REDUAN EFE
  • A Policia civil ajuda um imigrante nesta terça-feira.15A Policia civil ajuda um imigrante nesta terça-feira. JOAQUÍN SÁNCHEZ
  • Dezenas de marroquinos aguardam na fronteira do Marrocos com Espanha em Ceuta.16Dezenas de marroquinos aguardam na fronteira do Marrocos com Espanha em Ceuta. JOAQUÍN SÁNCHEZ
  • O exercito desaloja a praia do Tarajal e obriga os marroquinos a voltarem para a fronteira.17O exercito desaloja a praia do Tarajal e obriga os marroquinos a voltarem para a fronteira. JOAQUÍN SÁNCHEZ
  • Os efetivos policiais não deram abasto e mais de uma centena de jovens entraram em Ceuta pela zona do Tarajal sem problemas. Na imagem, um agente da policial local vigia vários imigrantes, na segunda-feira.18Os efetivos policiais não deram abasto e mais de uma centena de jovens entraram em Ceuta pela zona do Tarajal sem problemas. Na imagem, um agente da policial local vigia vários imigrantes, na segunda-feira. JOAQUÍN SÁNCHEZ
  • A entrada maciça de marroquinos, diante da inação das forças de segurança da polícia marroquina, ocorre num contexto de tensão diplomática entre Madri e Rabat. O Governo marroquino ficou incomodado com a internação em um hospital de Logroño do líder do Frente Polisario e presidente da República Árabe Saharaui Democrática (RASD), Brahim Gali, de 73 anos e afligido pela covid-19.19A entrada maciça de marroquinos, diante da inação das forças de segurança da polícia marroquina, ocorre num contexto de tensão diplomática entre Madri e Rabat. O Governo marroquino ficou incomodado com a internação em um hospital de Logroño do líder do Frente Polisario e presidente da República Árabe Saharaui Democrática (RASD), Brahim Gali, de 73 anos e afligido pela covid-19. JOAQUÍN SÁNCHEZ
  • Pouco mais tarde da segunda-feira, as entradas se repetiam também pelo quebra-mar do Tarajal, a zona em que centenas de jovens marroquinos utilizaram no último fim de semana de abril para chegar a território espanhol.20Pouco mais tarde da segunda-feira, as entradas se repetiam também pelo quebra-mar do Tarajal, a zona em que centenas de jovens marroquinos utilizaram no último fim de semana de abril para chegar a território espanhol. JOAQUÍN SÁNCHEZ
  • A entrada de 8.000 pessoas de forma irregular em um só dia é um acontecimento inédito na Espanha. Nem nos momentos de maior pressão migratória cifras similares foram alcançadas.21A entrada de 8.000 pessoas de forma irregular em um só dia é um acontecimento inédito na Espanha. Nem nos momentos de maior pressão migratória cifras similares foram alcançadas. JOAQUÍN SÁNCHEZ
  • Um agente da Policia civil observa d como vários jovens cruzam a nado para o território espanhol, na segunda-feira.22Um agente da Policia civil observa d como vários jovens cruzam a nado para o território espanhol, na segunda-feira. JOAQUÍN SÁNCHEZ
  • O auge de chegadas registrado nesta segunda-feira lembra ao do dia 26 de abril. Naquele dia, mais de 128 pessoas, segundo dados de Cruz Vermelha, chegaram a Ceuta através da praia próxima a Fnideq.23O auge de chegadas registrado nesta segunda-feira lembra ao do dia 26 de abril. Naquele dia, mais de 128 pessoas, segundo dados de Cruz Vermelha, chegaram a Ceuta através da praia próxima a Fnideq. JOAQUÍN SÁNCHEZ
  • As entradas começaram às 3h da manhã da segunda-feira pela zona de Benzú, no extremo norte do perímetro fronteiriço de 8,2 quilômetros de longitude que separa a cidade autônoma de Marrocos.24As entradas começaram às 3h da manhã da segunda-feira pela zona de Benzú, no extremo norte do perímetro fronteiriço de 8,2 quilômetros de longitude que separa a cidade autônoma de Marrocos. JOAQUÍN SÁNCHEZ
  • A Cruz Vermelha e a Policia civil atendem um grupo formado por jovens e crianças que entraram em Ceuta nadando através de Benzú, na segunda-feira.25A Cruz Vermelha e a Policia civil atendem um grupo formado por jovens e crianças que entraram em Ceuta nadando através de Benzú, na segunda-feira. JOAQUÍN SÁNCHEZ
  • Agentes da Policia civil em Ceuta, ante a chegada a nado de um grupo de jovens vindo do Marrocos, nesta segunda-feira.26Agentes da Policia civil em Ceuta, ante a chegada a nado de um grupo de jovens vindo do Marrocos, nesta segunda-feira. JOAQUÍN SÁNCHEZ

Fonte

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *