Por um feminismo que transforme tudo

By WillianPereira No comments

Descrição “Uma caixa de ferramentas para ser usada contra a ofensiva neoliberal e conservadora, mas também uma investigação tramada ao calor das assembleias, das mobilizações, das greves internacionais do 8 de março, que conecta as violências econômicas, financeiras, políticas, institucionais, coloniais e sociais.” Assim o jornal argentino Página 12 definiu o livro A potência feminista, ou o desejo […]

“No meio das trevas, sorrio à vida”

By WillianPereira No comments

Há 149 anos, nascia Rosa Luxemburgo, numa Polônia controlada pelo Império Russo. Exemplo de energia militante e fidelidade aos princípios humanistas e revolucionários, sempre se opôs à ilusão de que um acúmulo de transformações graduais produziria as transformações necessárias rumo a um mundo de paz, justiça e igualdade. Por isso, já na Alemanha, Rosa se […]

A imagem da mulher e a esquerda

By WillianPereira No comments

[La Liberté guidant le peuple (1830) de Eugène Delacroix, uma das representações mais célebres da “Liberdade” como uma mulher nas barricadas. Embora tivesse sido elaborado em comemoração à Revolução de Julho de 1830 que levou Luís Felipe ao poder, o quadro foi considerado explosivo demais e acabou sendo comprado e guardado pelo Rei para evitar sua exibição pública.] Por Lincoln Secco.* “Uma […]

Silivia Federici no Brasil

By WillianPereira No comments

Assista ao vídeo da conferência de Silvia Federici no Memorial Finalmente soltamos o vídeo da conferência “Silvia Federici em São Paulo – Diálogo com Sabrina Fernandes, Jera Guarani e Mariléa de Almeida”, realizada no Auditório Simón Bolívar do Memorial da América Latina, em São Paulo, em 24 de setembro de 2019. Primeiramente, publicamos em nosso […]

Os algoritmos estão formando novos machistas?

By WillianPereira No comments

Eu já tinha ouvido falar em incels, os celibatários involuntários, porque eles estão ligados a diversos tiroteios mundo afora, inclusive aqui no Brasil. Mas fora isso, nem sabia da existência de outros grupos de ódio a mulheres até que a Carolina Oms, diretora d’AzMina, foi debater com um masculinista. Desde então, mergulhei na busca por esses grupos […]